Debate: Produção Audiovisual Universitária

_Sábado, 05/11

Goethe-Institut

18h -  Debate: Produção Audiovisual Universitária

 

MEDIAÇÃO: 
Daniel Feix
Jornalista, foi editor da revista de cultura Aplauso e atualmente é editor do 2º Caderno e crítico de cinema do jornal Zero Hora, sócio-fundador das associações de críticos do RS (Accirs) e do Brasil (Abraccine).

 

COM OS REPRESENTANTES DOS CURSOS:

 

FABICO/UFRGS

Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação (FABICO/UFRGS). Criada em 1970, junto ao Campus Médico da UFRGS, abriga três cursos de Comunicação e três de Informação, além do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação (PPGCOM). A Faculdade tem como marca o desenvolvimento de projetos comunitários e de apoio à cidadania.

_______

Miriam de Souza Rossini é professora Associada do Departamento de Comunicação da Fabico e do PPGCOM/UFRGS. Coordenadora do Núcleo de Ensino e Produção de Vídeo (NEPTV), que assessora professores e alunos na produção de audiovisuais ficcionais, documentais e jornalísticos. Professora e pesquisadora de Cinema Brasileiro e de Mídias Audiovisuais. 

 

 

___________________________________

 

Instituto de Artes/UFRGS 

 A origem do Curso de Artes da UFRGS remonta à criação oficial como Curso de Belas Artes em 1910, passou a denominar-se  Curso de Artes Plásticas em 20 de maio de 1941. Em 1996 pela DCN passou para a classificação de Artes Visuais. Atualmente o Curso de Graduação em Artes Visuais da UFRGS está constituído como Bacharelado em Artes Visuais e Licenciatura em Artes Visuais com ingresso separado no Concurso Vestibular da Instituição. O Curso de Bacharelado em Artes Visuais tem um ingresso único no primeiro semestre letivo mediante o oferecimento de 44 vagas anuais.

__________

Elaine Tedesco é artista plástica com produção em fotografia, instalação e videoperformance. É professor Adjunto no Departamento de Artes Visuais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul atuando na área de fotografia e vídeo. Atualmente Coordena o Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da UFRGS e desenvolve o projeto de pesquisa Videoarte: o audiovisual sem destino.

 

_______________________________________________________

 

ANIMAÇÃO e AUDIOVISUAL/UFPEL

Os cursos Cinema de Animação e Cinema e Audivisual iniciaram suas atividades em 2010 e 2011, respectivamente, e estão sediados no Centro de Artes da UFPEL. Neste contexto,a  a vocação destes cursos está no diálogo do cinema com o campo das artes e da interseção entre especificidades do cinema live-action e das imagens animadas. Ambos são nota 4 na avaliação MEC/Inep realizadas em 2014 e 2015. 

________

Carla Schneider atuou como coordenadora dos cursos de cinemas na Universidade Federal de Pelotas, gestão 2014-2016. Doutora pela UFRGS, professora e pesquisadora na UFPEL, seu foco de estudos está nos modos de produção das imagens do Cinema de Animação bem como a crítica aos produtos audiovisuais animados.

 

__________________________________________

 

CRAV/UNISINOS

O Curso de Realização Audiovisual da Unisinos (CRAV) existe desde 2003 no campus São Leopoldo como Bacharelado e tem quatro anos de duração. Tem uma alta carga prática e teórica e forma profissionais de várias áreas, como direção, produção, roteiro, som, direção de arte, montagem, animação. Prepara para oferecer, em breve, uma opção na Unisinos Porto Alegre.

________

Milton do Prado é Coordenador do Curso de Realização Audiovisual da Unisinos, Milton do Prado é mestre em Film Studies pela Concordia University e bacharel em Comunicação pela UFRGS. É professor de Montagem, Cinema Experimental e Repertório. É editor da revista Teorema e sócio da Rainer Cine LTDA, onde atua como montador e produtor.

 

_____________________________________________________

 

TECCINE/PUCRS

O Curso de Produção Audiovisual da PUCRS, carinhosamente conhecido como TECCINE, existe desde 2004.  Desde lá, produz cerca de vinte curtas por ano.  Estes curtas já foram exibidos e premiados em festivais nacionais e internacionais. Entre os trabalhos de conclusão de curso estão o longa-metragem Cinco Maneiras de Fechar os Olhos (produzido em 2011) e a série Toda a Vez que Dizemos Adeus (produzida em 2013). Seus egressos realizaram os primeiros longas gaúchos a serem exibidos no Festival de Berlim: Castanha (Davi Pretto, 2014) e Beira-Mar (Filipe Matzembacher e Marcio Reolon, 2015).

 _______ 

Fabiano Grendene de Souza é coordenador e docente do curso de Produção Audiovisual da PUCRS. É editor da revista Teorema e autor do livro Caio Fernando Abreu – o Eterno Inquilino da Sala Escura (Sulina, 2011). Escreveu e dirigiu oito curtas-metragens e os longas A Última Estrada da Praia (2010) e Nós Duas Descendo a Escada (2015).

_______________________________________________

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *