CEN 2011 promove debates e reúne mais de 50 convidados em Porto Alegre

Encontros entre artistas e público ganham destaque no festival, que transforma a capital gaúcha num pólo de discussão e reflexão sobre o audiovisual entre os dias 23 e 30 de abril. Três debates especiais ganham destaque na programação

Já é tradição no CineEsquemaNovo – Festival de Cinema de Porto Alegre a realização de debates sobre a produção audiovisual contemporânea, um objeto que o CEN coloca em questão desde sua primeira edição, em 2003. Entre estes assuntos, é possível destacar a defesa da liberdade das obras em relação a amarras formais e narrativas, a derrubada da distinção de formatos e suportes de captação e finalização de filmes e o cruzamento do cinema com as artes visuais na sala de projeção. Em comum, todos estes temas gravitam em torno de uma ideia de crise da imagem contemporânea, e o CineEsquemaNovo, longe de buscar fornecer respostas, pretende contribuir para borrar ainda mais certas fronteiras e aquecer o debate.

O encontro dos artistas com o público – promovido e valorizado pelo festival – tem lugar cativo no CEN, tanto em diversidade quanto em importância. Assim como toda a programação do CineEsquemaNovo, o acesso aos debates é gratuito. Em 2011, o CineEsquemaNovo apresenta três debates especiais, todos eles realizados a partir das 14h no Cine Santander Cultural (veja o serviço completo a seguir).

Terça (26/04), a pauta é o longa-metragem “Os Residentes”, exibido em Berlim e em Brasília no ano passado, com a participação do diretor do filme Tiago Mata Machado. Na sexta, 29/04, é a vez de debater as interfaces das artes visuais com os filmes do festival, com a sessão de conversas “Expirações, ficções e o CineEsquemaNovo”. Baseado na videoinstalação “Expiração 02” e na exposição “Ficções”, ambas parte da programação do festival, o encontro com mediação de Gabriela Motta vai receber os artistas Pablo Lobato, Sofia Borges, Cristiano Lenhardt e Luiz Roque, ao lado das curadoras Clarissa Diniz, Jaqueline Beltrame e Morgana Rissinger. E no sábado, dia 30, é a vez do debate “Políticas Públicas Pós-Industriais”, que terá mediação do pesquisador Cezar Migliorin – professor da Universidade Federal Fluminense (UFF) e responsável pelo cunho do termo “cinema pós-industrial”. Este encontro vai reunir todos os realizadores presentes em Porto Alegre, ao lado de jornalistas, convidados da área política e público em geral.

 

CineEsquemaNovo traz a Porto Alegre mais de 50 convidados

Os debates promovidos pelo CEN em sua sétima edição representam uma significativa amostragem dos mais de 50 convidados que o festival trará à capital gaúcha entre os dias 23 e 30 de abril. Este esforço faz parte da preocupação do festival em ser um espaço rico para trocas, encontros, discussões e pensamento sobre a produção audiovisual brasileira. Os realizadores de todos os 39 filmes selecionados para competição estarão presentes no festival, bem como os artistas que expõem no Atelier Subterrânea e na Galeria Lunara, jornalistas de diversos veículos nacionais e os integrantes do júri.

Marcam presença em Porto Alegre para participar do CineEsquemaNovo 2011 alguns artistas e realizadores cujos filmes tem circulado com sucesso em festivais no Brasil e no exterior. É o caso de Cao Guimarães (“Ex Isto”), Helena Ignez (“Luz nas Trevas”), Sérgio Borges (“O Céu Sobre os Ombros”), Pedro Parente (“Os Monstros”) e Affonso Uchoa (“Mulher à Tarde”), na mostra de longas-metragens; e de Juliano Dornelles (“Mens Sana in Corpore Sano”), Ricardo Alves Júnior (“Permanências”), Daniel Lisboa (“O Sarcófago”) e Arthur Lins (“A Felicidade dos Peixes”) na mostra de curtas e médias.

Além dos realizadores que tiveram filmes selecionados, o CEN traz também o diretor do festival Temps D’Image Portugal, Antonio Câmara Manuel; William Hinestrosa, da associação Kinoforum e do Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo; Júlia Rebouças, curadora assistente do Instituto Inhotim (MG); e Bruno Vianna,  realizador, grande vencedor da edição de 2009 do CEN com o filme “Ressaca”. Todos eles são integrantes do Júri Oficial do CEN 2011, pela primeira vez dividido entre as mostras de longas e curtas e médias-metragens.

Por fim, e tão importante quanto, o CineEsquemaNovo recebe os artistas Pablo Lobato, que expõe no Atelier Subterrânea, a convite do CEN, a videoinstalação “Expiração 02”; e Sofia Borges, uma das participantes da exposição coletiva “Ficções”, que ficará em cartaz na Galeria Lunara durante o festival (leia mais sobre as duas exposições aqui).

 

SERVIÇO DOS DEBATES:

DEBATE: “OS RESIDENTES”, DE TIAGO MATA MACHADO
Projeção seguida de debate
Terça, 26/04, às 14h
Cine Santander Cultural

O filme de abertura do CEN 2011, “Os Residentes”, de Tiago Mata Machado, será objeto de conversa aberta ao público no dia 26 ao lado do diretor, de parte da equipe do filme e da produtora (e sócia do CEN) Morgana Rissinger. Premiado e polemizado em Brasília, selecionado para a mostra paralela Forum, de Berlim 2010, “Os Residentes” é uma experiência mista e fluida de linguagens artísticas, e essencialmente política no que diz respeito à forma, que vale ser descoberta.

DEBATE: EXPIRAÇÕES, FICÇÕES E O CINEESQUEMANOVO
Sexta, 29/04, às 14h
Cine Santander Cultural

Os “diálogos possíveis” voltam à tona na forma de um debate que reúne criadores, curadores e participantes da videoinstalação “Expiração 02” e da exposição “Ficções”. Na tarde do dia 29, com mediação de Gabriela Motta, será possível discutir não somente as motivações e sentidos dos trabalhos relacionados a estes projetos, mas também como e porquê eles se inserem em nosso festival de cinema – e quais os desdobramentos possíveis desta união. Com as participações dos artistas Pablo Lobato, Sofia Borges, Cristiano Lenhardt e Luiz Roque e das curadorias Clarissa Diniz, Jaqueline Beltrame e Morgana Rissinger.

DEBATE: POLÍTICAS PÚBLICAS PÓS-INDUSTRIAIS
Sábado, 30/04, às 14h
Cine Santander Cultural

As políticas públicas do setor audiovisual e, sobretudo, a falta de incentivos formais para uma lógica de produção pós-industrial de fazer cinema (termo recentemente defendido pelo pesquisador e júri do CEN 2009, Cezar Migliorin) também serão pauta de um debate na tarde do dia 30. Ao lado de convidados da área política, de realizadores e da imprensa, Migliorin será o mediador de um encontro que usará este contexto como ponto de partida para uma pauta ampla, que vem sendo articulada de forma organizada há meses por centenas de realizadores independentes e que representa, em Porto Alegre, uma continuação dos questionamentos levantados a partir da Carta de Tiradentes, lançada em janeiro de 2011 durante o Festival de Cinema de Tiradentes (MG), sobre os rumos deste cinema que não precisa de burocracias para funcionar.

O CineEsquemaNovo 2011 – Festival de Cinema de Porto Alegre (CEN) acontece de 23 a 30 de abril no Centro Cultural Usina do Gasômetro, Cine Bancários, Cine Santander Cultural e Atelier Subterrânea. Conta com o patrocínio da Oi e da Petrobras, e é financiado pelas leis Federal (Rouanet) e Estadual (LIC-RS) de incentivo à cultura. A co-realização é da Coordenação de Cinema, Video e Fotografia da Secretaria de Cultura – Prefeitura de Porto Alegre, com o apoio cultural da Oi Futuro e Santander Cultural, e apoio do Cine Bancários e Atelier Subterrânea.

 

1 comment for “CEN 2011 promove debates e reúne mais de 50 convidados em Porto Alegre

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *