“Cooperações”: artigo de Marina Ludemann (Goethe-Institut POA) sobre o CEN 2014


COOPERAÇÕES

Por Marina Ludemann, diretora do Goethe-Institut Porto Alegre

Marina Ludemann 2

Existe ocasião melhor do que o Festival Cine Esquema Novo para mostrar a nova arte cinematográfica experimental da Alemanha em diálogo com trabalhos inovadores do Brasil e para colocar em contato realizadores dos dois países? Nós achamos que não. Assim, procuramos os organizadores do Cine Esquema Novo com uma série de sugestões de cooperação. Jaqueline Beltrame, Gustavo Spolidoro, Alisson Avila e Ramiro Azevedo gostaram de nossas ideias. Nós logo percebemos que falamos a mesma língua. O diálogo brasileiro-alemão não funciona sempre dessa forma fantástica como o que se deu entre o pessoal do Cine Esquema Novo e o Goethe-Institut no período de um ano. Embora – ou justamente porque – o Festival Cine Esquema Novo seja articulado por um grupo de quatro pessoas que decidem tudo coletivamente, as discussões com eles acerca da programação foram sempre muito prazerosas e, ao mesmo tempo, muito produtivas.

A série documental “in arbeit” (port. “em processo”) do duo de artistas do Cinéma Copains é uma investigação cinematográfica a respeito das condições, das possibilidades e dos limites da ação coletiva. Seu tema são estruturas baseadas na cooperação, ilustradas, entre outros, pelos exemplos de um laboratório cinematográfico de Paris e de cooperativas agrícolas sicilianas. Como se pode organizar o trabalho para além da camisa-de-força do proveito capitalista? Por exemplo, exibindo “in arbeit” no contexto do Cine Esquema Novo, que é, ele próprio, organizado de forma cooperativa, de modo que a prática da realização do festival torne-se, ela própria, um comentário ao filme.

Cinéma Copains: trata-se do duo Arne Hector e Minze Tummescheit, que representa o cinema independente, fazendo filmes com os recursos que tem à disposição e sobre questões que lhes interessam de verdade. Eles passarão três meses como artists in residence no Goethe-Institut em Porto Alegre e, durante esse período, sua questão será a soja. Seu último trabalho, “Fictions and Futures #1″, girava em torno dos mercados financeiros globais e das apostas feitas nas BM&F (Bolsas de mercadorias e futuros) sobre os preços futuros dos alimentos. Durante seu período em Porto Alegre como bolsistas, eles investigarão que efeitos têm os futures negociados na Bolsa de Chicago sobre os preços reais dos alimentos e sobre a produção agrícola no Rio Grande do Sul. “Fictions and Futures #2″ poderá ser visto como work in progress durante o CEN 2014.

Quando convidamos um representante do Cine Esquema Novo para uma temporada de três meses como curator in residence num dos mais interessantes arquivos de filmes da Alemanha, o “Arsenal, Institut für Film und Videokunst” (Instituto de Cinema e Videoarte) isso foi, de início, um problema. “Nós sempre trabalhamos de forma coletiva”, foi a resposta. Não tínhamos, entretanto, como pagar viagem e estadia para 4 pessoas. No dia seguinte, porém, o grupo havia chegado a um acordo: Ao invés de uma pessoa passar três meses em Berlim, duas pessoas dividiriam a residência. Como nem todos os sócios do festival possuíam disponibilidade, Jaqueline Beltrame ficou no primeiro mês sozinha em Berlim e Gustavo Spolidoro juntou-se a ela no segundo mês. Os dois assistiram juntos a centenas de filmes. „Como ficar tranquilo sabendo que tenho apenas um mês para escolher o que ver num acervo de aproximadamente 10 mil (títulos)? Sempre tive essa sensação de angústia diante de coisas que não consigo abarcar“, escreveu Gustavo logo depois de sua chegada a Berlim. Mas ele e Jaqueline logo descobriram, então, “por onde começar a brincadeira”e organizaram uma série de programas agora apresentados em Porto Alegre. Mas este é somente um dos resultados de sua temporada em Berlim. Da inspiração que Jaqueline e Gustavo trouxeram de Berlim brotarão ainda muitos projetos de cooperação entre o Cine Esquema Novo e o Arsenal. A semente foi plantada, a árvore vai crescer nos próximos anos e ainda vai gerar muitos frutos. O futuro promete.

Às vezes, dois se encontram, se entendem e simpatizam um com o outro desde o primeiro momento. Isso não vale apenas para duas pessoas, mas também para dois festivais.  O Forum Expanded é uma seção de programação relativamente recente da Berlinale e tem uma orientação similar à do Cine Esquema Novo. Ambos exploram formatos inovadores nos limites entre o cinema e as artes visuais. O Forum tem ampliado, desde 2006, a seção de programação “Forum Expanded”, acrescentando-lhe as áreas de cinema experimental e videoarte no cinema e na sala de exposições. O “Forum” e o “Forum Expanded” são realizados pelo Arsenal. Era quase óbvio ensejar o intercâmbio intenso entre os dois festivais. Nós estamos muitos felizes com o fato de a fundadora e coordenadora do “Forum Expanded”, Stefanie Schulte Strathaus, ter aceitado nosso convite para vir a Porto Alegre. Ela virá com uma seleção do Forum Expanded e, além disso, vai aproveitar a oportunidade para procurar filmes brasileiros para seu festival. Nós esperamos que este seja o começo de uma longa e frutífera cooperação entre ambos os festivais.

Porto Alegre – Berlim, outubro de 2014.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *