Instituto de Artes e Faculdade de Comunicação – UFRGS

Pela diversidade estética que se apresentou diante de nós, optamos por uma curadoria que abarcasse as diferentes linguagens que circulam entre o Instituto de Artes e a Faculdade de Comunicação da UFRGS. Criamos uma linha que costura desde vídeos que tratam de objetos, suas utilidades e intenções, como Coisas que cabem numa caixinha de fósforo, de Amanda Teixeira e Minha mãe e suas ferramentas, de Eduardo Montelli, até animações de rotoscopia e stopmotion, como Antitreiler, de Marco Arruda e Meia história de amor, de Ana de Azevedo. Há ainda vídeos que versam sobre o ser e o existir com uma plasticidade única. Dessa forma, nossa intenção é abordar a pluralidade do audiovisual atual, a partir da exibição das produções das instituições aqui representadas.

 

Fernanda Pujol, Hugo Silveira, Lu Rabello e Mariana Moraes

 

 

Coisas que cabem numa caixinha de fósforo - Amanda Teixeira, 3’50, 2014, IA/UFRGS

Sinopse: Coisas que cabem em uma caixinha de fósforos é exatamente o que o título diz. Uma seleção de acúmulos cotidianos.

 

Minha mãe e suas ferramentas - EDUARDO MONTELLI, 2’45’’, 2014, IA/UFRGS

Sinopse: Vídeo que retrata a mãe do artista apresentando diversas ferramentas utilizadas em seu cotidiano.

 

O lugar das coisas de dentro - Alexandre Copês 5’25’’, 2013, IA/UFRGS

Sinopse: Este vídeo se propõe a discutir os diversos espaços que compõe o plano do íntimo a partir de lugares reais e subjetivos, fundando assim, o lugar das coisas de dentro.

 

5 rosas vermelhas - Maílson Fantinel, 3’50’’, 2014, IA/UFRGS

Sinopse: Performance em que o artista come um buquê de 5 rosas vermelhas.

 

LICHT - Daniel Seraphim  3’00’’, 2016, Física/UFRGS

Sinopse: LICHT utiliza Luz como metáfora para Conhecimento. Recria, de forma alegórica, momentos chave do avanço científico, utilizando estética inspirada no Chiaroscuro, marca um elo entre Arte & Ciência.

 

Antitreiler - Marco Arruda 2’50’’, 2008, IA/UFRGS

Sinopse: Trailer falso de um musical fictício.

 

Para onde? - MARIANA QUADROS,  9’59”, 2014, FABICO/UFRGS

Para Onde? é um curta-metragem sobre a linha tênue existente entre a loucura e a sanidade. Miguel, um jovem sonhador, deseja se tornar ator, mas há “coisas” em sua mente que querem a sua desistência. Este é, acima de tudo, uma história sobre rumo, sobre que direção vamos tomar em nossas vidas e sobre as coisas que nos fazem desistir delas.

 

 

 

 

_Sábado, 05/11

Goethe-Institut

16h – Curtas-metragens de estudantes da FABICO – UFRGS, IA – UFRGS, Animação e Audiovisual – UFPEL.

(reprise terça, 08/11, ​17h)

_____________________________________________________________________________

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *