Itinerância do CineEsquemaNovo 2011 leva 15 filmes a São Paulo e Belo Horizonte


Mostras na Matilha Cultural (SP) e no Cine Humberto Mauro (BH)
apresentam obras premiadas e selecionadas no CEN 2011

O CineEsquemaNovo 2011 – Festival de Cinema de Porto Alegre (CEN), realizado na última semana de abril, ganha itinerância em São Paulo e em Belo Horizonte neste mês de junho.

Em cada uma das cidades serão exibidos 15 filmes premiados e selecionados na sétima edição do festival, em diferentes programas que no total reúnem seis longas e nove curtas. Em São Paulo, a mostra acontece na Matilha Cultural, entre os dias 17 e 19. Já em Belo Horizonte, a itinerância será no Cine Humberto Mauro, entre os dias 20 e 26. Nas duas cidades as sessões são gratuitas – confira abaixo a programação por dia e hora nas duas cidades.

A programação inclui os filmes vencedores dos prêmios de melhor longa e melhor curta-metragem escolhidos pelo Júri Oficial do CEN 2011 – respectivamente, “Pacific” (Marcelo Pedroso, PE) e “O Sarcófago” (Daniel Lisboa, BA). Vão ser exibidas também obras que conquistaram outros prêmios, como “Céu, Inferno e Outras Partes do Corpo” (Rodrigo John, RS), escolhido melhor curta pela votação do Júri Popular; “Álbum de Família” (Wallace Nogueira, BA), vencedor do Prêmio Especial do Júri; e “Chantal Akerman, de Cá” (Gustavo Beck e Leonardo Luiz Ferreira, RJ), premiado na categoria de Melhor Dispositivo, concebida pelo júri para o filme.

Veja trechos dos longas-metragens da itinerância CEN 2011:

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=8q4utRw7WRY]

E aqui, confira cenas dos curtas e médias que passam por SP e BH:

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=62wubVRfKpU]

Além de levar a outras cidades do país alguns dos vencedores do festival, a curadoria da itinerância buscou selecionar obras inscritas e premiadas na sétima edição do CineEsquemaNovo que fossem exemplares dos seus princípios: a valorização de um cinema autoral, criativo, inovador, inquieto e surpreendente, ideias em torno das quais o CEN sempre gravitou e que, em 2011, ganharam ainda mais escopo – com uma programação que incluiu, além das competições, duas exposições  e uma mostra internacional, com mais de 30 filmes vindos de cinco festivais estrangeiros.

Neste ano, o festival ressaltou sua proposta de aproximação do cinema com as artes visuais, o que contribuiu para transformar o CEN em um encontro de obras e realizadores de todo o País que extrapolam a ideia de um “cinema puro” e que acreditam na produção de imagens através de caminhos alheios aos processos industriais de criação audiovisual.

Pacific, de Marcelo Pedroso, melhor longa do Júri Oficial no CEN 2011

Em sua sétima edição, o CEN recebeu mais de 900 inscrições, sendo 82 delas de longas-metragens e 827 de curtas e médias. A mostra competitiva de longas contou com 12 filmes e a de curtas e médias com 27, totalizando 39 obras audiovisuais em competição. O CineEsquemaNovo 2011 – Festival de Cinema de Porto Alegre (CEN) conta com o patrocínio da Oi e da Petrobras, e é financiado pelas leis Federal (Rouanet) e Estadual (LIC-RS) de incentivo à cultura. A co-realização é da Coordenação de Cinema, Video e Fotografia da Secretaria de Cultura – Prefeitura de Porto Alegre, com o apoio cultural da Oi Futuro e Santander Cultural, apoio do Cine Bancários e parceria do Atelier Subterrânea.

O Sarcófago, de Daniel Lisboa, melhor curta ou média pelo Júri Oficial

 CONFIRA OS FILMES DO CEN 2011 QUE SERÃO EXIBIDOS EM BELO HORIZONTE E EM SÃO PAULO (para ler as entrevistas com os realizadores, clique no título do filme)


LONGAS-METRAGENS:

- Álbum de Família, de Wallace Nogueira (2010 – 70:00 – BA)
Sinopse: O documentário conta a história da viagem de um filho, o diretor do filme, em busca das lembranças de sua família. Depois da morte de sua mãe, sua inquietude o leva a mergulhar em sua memória. Decide, então, convidar seu pai, que não encontra há muito tempo, para ir com ele buscar o álbum de família.

 - Baptista Virou Máquina, de Carlos Dowling (2011 – 60:10 – PB)
Sinopse: Futuro pós-industrial, a cidade deserta, Baptista, trabalha solitário incessantemente numa oficina de soldas. Sonha com músicas, sons do prazer humano olvidado. As máquinas sonham com os últimos devaneios da humanidade. Trilha visual de disco homônimo da banda Burro Morto.

 - Chantal Akerman, de Cá, de Gustavo Beck e Leonardo Luiz Ferreira (2010 – 62:10 – RJ/SP)
Sinopse: Um vídeo de entrevista.

 - Desassossego, de Felipe Bragança e Marina Meliande (2011 – 63:00 – RJ/SP)
Sinopse: Baseado em uma carta escrita por um jovem cineasta e uma adolescente de 16 anos, 14 cineastas do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Ceará dirigiram 10 fragmentos de filmes, que foram costurados como uma carta-filme falando de amor, utopia, explosões e apocalipse.

 - Os Monstros, de Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diógenes e Ricardo Pretti (2011 – 81:00 – CE)
Sinopse: Nenhum homem é um fracasso quando tem amigos.

 - Pacific, de Marcelo Pedroso (2009 – 71:00 – PE)
Sinopse: Uma viagem de sonho em um cruzeiro rumo a Fernando de Noronha. As lentes dos passageiros captam tudo a todo instante. E eles se divertem, brincam, vão a noitadas. Desfrutam de seu ideal de conforto e bem-estar. E, a cada dia, aproximam-se mais do tão sonhado paraíso tropical…

 CURTAS E MÉDIAS-METRAGENS:

 - 1976 – Lugar Sagrado, de Carlosmagno Rodrigues e Alfonso Pafyeze (2010 – 05:35 – MG)
Sinopse: Três seres viventes são mantidos no fundo de uma piscina. Filme de imersão física e emocional, onde não há metafísica, não há sentimentos de espiritualidade, ou qualquer de misticismo apenas o torpor da condição de estar vivo e relutar.

 - As Aventuras de Paulo Bruscky, de Gabriel Mascaro (2010 – 20:00 – PE)
Sinopse: O artista Paulo Bruscky entra na plataforma de relacionamento virtual “Second Life” e conhece um ex-diretor de cinema, Gabriel Mascaro, que hoje vive, se diverte e trabalha fazendo filmes na rede virtual. Paulo encomenda a Gabriel um registro machinima de suas aventuras no “Second Life”.

 - As Corujas, de Fred Benevides (2009 – 20:30 – CE)
Sinopse: Em qualquer parte, na noite, estarão as corujas. Transcriado do conto homônimo de Moreira Campos.

 - Céu, Inferno e Outras Partes do Corpo, de Rodrigo John (2011 – 07:33 – RS)
Sinopse: Ele é um cachorro. Sua ex, uma cadela. Sua vida, osso duro de roer.

 - Mens Sana in Corpore Sano, de Juliano Dornelles (2011 – 21:50 – PE)
Sinopse: Garra, disciplina, tenacidade, força física e obediência. Estes são os tesouros guardados para que tenhamos uma vida mais plena e saudável. O seu corpo agradece!

 - My Way, de Camilo Cavalcante (2010 – 06:45 – PE)
Sinopse: A alegoria da melancolia.

 - O Sarcófago, de Daniel Lisboa (2010 – 19:45 – BA)
Sinopse: Um homem e sua peleja contra o inevitável processo de corrosão da carne e a tentativa de dominá-lo, retardá-lo, ignorá-lo. Um pós-exú, um pré-cyborg que corta a cidade como uma nota rebelde de rock’n’roll.

 - Permanências, de Ricardo Alves Júnior (2010 – 34:00 – MG)
Sinopse: Do lado de dentro o ar é mais denso.

 - Raimundo dos Queijos, de Victor Furtado (2011 – 16:00 – CE)
Sinopse: Um oásis de gente nesse lugar revela outro lado da vida na cidade.

****************************************************


SERVIÇO – SÃO PAULO

Data: de 17 a 19 de junho
Local: Matilha Cultural – Rua Rêgo Freitas, 542
Horários: 17h30, 19h, 20h30 e 22h
Entrada gratuita

PROGRAMAÇÃO POR DIA:

Sexta-feira, 17/06

17h30:
1976 – Lugar Sagrado (05:35)
Álbum de Família (70:00)

22h:
As Aventuras de Paulo Brusky (20:00)
Baptista Virou Máquina (50:10)

*****

Sábado, 18/06

17h30:
Mens Sana in Corpore Sano (21:50)
Pacific (71:00)

19h:
My Way (06:45)
Chantal Akerman, de Cá (62:10)

20h30:
O Sarcófago (19:45)
Desassossego (63:00)

*****

Domingo, dia 19/06:

17h30:
As Corujas (20:30)
Os Monstros (81:00)

19h:
Raimundo dos Queijos (16:00)
Céu, Inferno e Outras Partes do Corpo (07:33)
Permanências (34:00)

20h30:
Mens Sana in Corpore Sano (21:50)
Pacific (71:00)

****************************************************

SERVIÇO – BELO HORIZONTE

Data: de 20 a 26 de junho
Local: Cine Humberto Mauro – Palácio das Artes (Av. Avenida Afonso Pena 1.537, Centro)
Horários: 17h, 19h e 21h
(sábado e domingo 16h, 18h e 20h)
Entrada gratuita

PROGRAMAÇÃO POR DIA:

Segunda-feira, 20/06:

17h:
1976 – Lugar Sagrado (05:35)
Álbum de Família (70:00)

21h
Sessão especial “Permanências”: debate posterior à exibição do filme com a presença do realizador Ricardo Alves Júnior, da sócia-curadora do CEN Morgana Rissinger e do jornalista e crítico de cinema Marcelo Miranda.

Terça-feira, dia 21/06:

17h:
As Aventuras de Paulo Brusky (20:00)
Baptista Virou Máquina (50:10)

19h:
Mens Sana in Corpore Sano (21:50)
Pacific (71:00)

21h:
My Way (06:45)
Chantal Akerman, de Cá (62:10)

Quarta-feira, dia 22/06

17h:
O Sarcófago (19:45)
Desassossego (63:00)

21h
As Corujas (20:30)
Os Monstros (81:00)

Quinta-feira, dia 23/06:

19h:
Raimundo dos Queijos (16:00)
Céu, Inferno e Outras Partes do Corpo (07:33)
Permanências (34:00)

21h:
1976 – Lugar Sagrado (05:35)
Álbum de Família (70:00)

Sexta-feira, dia 24/06:

17h:
As Aventuras de Paulo Brusky (20:00)
Baptista Virou Máquina (50:10)

19h:
Mens Sana in Corpore Sano (21:50)
Pacific (71:00)

21h:
My Way (06:45)
Chantal Akerman, de Cá (62:10)

Sábado, dia 25/06:

16h:
1976 – Lugar Sagrado (05:35)
Álbum de Família (70:00)

18h:
As Corujas (20:30)
Os Monstros (81:00)

20h:
Raimundo dos Queijos (16:00)
Céu, Inferno e Outras Partes do Corpo (07:33)
Permanências (34:00)

Domingo, dia 26:

16h:
My Way (06:45)
Chantal Akerman, de Cá (62:10)

18h:
Mens Sana in Corpore Sano (21:50)
Pacific (71:00)

20h:
As Corujas (20:30)
Os Monstros (81:00)

1 comment for “Itinerância do CineEsquemaNovo 2011 leva 15 filmes a São Paulo e Belo Horizonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *