Segundo dia da Mostra de longas: “Ex Isto”

O segundo dia da Mostra competitiva de longas-metragens do CineEsquemaNovo 2011 foi aberto com a sessão do filme “Ex Isto”, de Cao Guimarães. A exibição foi acompanhada pelo diretor e pelo ator João Miguel, que participaram de um ótimo debate que sucedeu o filme.

O ator João Miguel em cena do filme “Ex Isto”

Ex Isto” é um filme inspirado no livro “Catatau” (1975), uma das mais cultuadas obras do poeta curitibano Paulo Leminski (1944-1989), que trata da idéia, ou melhor, de um insight, de que teria sido a possível vinda de René Descartes ao Brasil.

O diretor Cao Guimarães conta que resolveu filmar essa obra por ser um livro que remete o leitor a uma grande sensação de musicalidade, onde a leitura pode se manifestar como um experimento limítrofe de linguagem, potencializando uma espécie de sensação de sonoridade que antecede o sentido das palavras.

A partir disso Cao Guimarães planejou um filme sem roteiro, através de uma viagem com uma equipe de filmagem que continha apenas seis pessoas. O diretor afirma que esta equipe acabou formando um único corpo de produção, uma mistura de idéias e afetividades que moldaram uma certa plasticidade, uma unidade em torno das imagens que compõem o filme. E foi este plano de viagem que moldou todo o processo criativo.

Cao Guimarães convidou João Miguel para encarnar o filósofo francês em suas andanças por terras tropicais pois conhecia a capacidade de criação e principalmente de impregnação pelo projeto do ator, ou seja, apostou que João teria um enorme prazer em compor o personagem, uma experiência bastante poética e sensorial.

Um dos grandes êxitos do filme, sem dúvidas, fica por conta da atuação de João Miguel, que encarou muito bem o desafio, criando para o personagem um desnudamento ou uma purificação do olhar, como se tudo ao seu redor fosse carregado de descoberta e delírio, um encontro deslumbrante com novas situações, um choque com a realidade até então desconhecida.

// Assista a um trecho do debate com o ator João Miguel e o diretor Cao Guimarães, após a exibição do filme “Ex Isto” na Mostra competitiva de longas-metragens do CineEsquemaNovo 2011 //

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=DqRVV7bmQ-w]

“O que me atraiu e me estimulou bastante neste projeto foi o deslocamento de uma idéia tradicional de filmar”, afirma João Miguel sobre esta situação caótica de filmar sem roteiro. Já o cineasta comenta que “meu costume não era de fazer filmes com ator, enquanto João não tinha o costume de filmar sem roteiro”. O ator ainda acrescenta que “foi uma experiência única, muito orgânica, ou seja, essas aberrações de Descartes somadas a esse abismo construído e desconstruído na linguagem de Leminski foram dissolvidos neste deslocamento, na viagem que Cao inventou”.

Cao Guimarães tem um histórico de participações no CineEsquemaNovo. Recebeu o prêmio de melhor curta-metragem no CEN 2004 pelo filme “Da Janela do Meu Quarto”; em 2006 participou do júri oficial do CEN e fez algumas projeções em espaços aleatórios de Porto Alegre na Mostra Noutras Janelas; teve participação no CEN 2008 com a exibição de “Quarta-feira de Cinzas”, filme que dirigiu em parceria com Rivane Neuenschwander; e dividiu a direção do filme “Acidente” com Pablo Lobato (artista que expõe no CEN 2011).

Jamer G. Mello

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *