Entrevista: Victor Furtado (CE), diretor de “Raimundo dos Queijos”

Algumas perguntas para Victor Furtado, realizador do filme “Raimundo dos Queijos”, selecionado para a Mostra competitiva de curtas e médias-metragens do CEN 2011. O filme faz parte do rol de produções do coletivo audiovisual Alumbramento e já foi exibido na 14ª Mostra de Cinema de Tiradentes. Leia aqui sobre a participação do coletivo de realizadores no CineEsquemaNovo.

Sinopse: Um oásis de gente nesse lugar revela outro lado da vida na cidade.


CEN – Fale mais sobre a opção por inserir no filme um personagem que não quase na age, apenas observa.

O papel do observador se encaixa na idéia de qual distancia “justa” deve-se filmar um lugar que te encanta, mas não é seu lugar de frequência. Criar um personagem ficcional para habitar esse espaço real é como usar um catalisador do que há de vida nesse lugar que interessa a mim – realizador, que me atravessa. É assumir o olhar para aquele lugar como um recorte. “O mundo contempla o mundo pelos olhos (e óculos) do Sr. Palomar.” dizia Calvino, numa de suas ficções, a respeito do ato de observar.

CEN – Existe uma motivação pessoal na escolha do bar?

Em um primeiro momento não era pessoal, mas residia a simpatia e contagio de um boteco com clima de família. A música, os papos e as pessoas, um desleixo maior dos hábitos e condutas. Um lugar de resistência em pleno centro da cidade. O que impulsionava a escolha daquele bar, para além de sua atmosfera sócio-cultural encantadora, foi sendo descoberto no processo do filme como uma vontade de projeção de minha própria vida, um anseio de encaixe – por que filmar um bar? Por que esse e não o do Seu Zé? Filmar o Raimundo dos Queijos foi colocar-me num lugar de desejo e de pertencimento. A equipe foi fundamental para me ajudar a entender que eu queria observar para sentir-me parte do todo.

CEN – No que você está trabalhando neste momento?

Estou pesquisando as demolições e construções na cidade de Fortaleza – CE.  Esse discurso de progresso em função de um desenfreado desenvolvimento urbano que não pensa sua identidade com mais delicadeza, com um tempo de respiro. Muito concreto e pouco espaço para criação de subjetividade. Pesquiso imagens que me ajudem a entender melhor isso. Filmes pela frente, filmes.

CEN – Link de referência do seu trabalho e / ou trailer do filme:

Alumbramento.com.br

Patrocínio

Patrocínio PetrobrasPatrocínio Governo Federeal
Correalização

Correalização Secretaria de Cultura de Porto Alegre Correalização Secretaria de Cultura de Porto Alegre
Colaboração

Colaboração Fundação Bienal do Mercosul
Apoio

Apoio Ecarta Apoio Santander Cultural

Links | Coletivos

Links | Festivais

Links | Outros

Siga o CEN


© 2013 Cine Esquema Novo Expandido